“Remember the name Marston?”

Desde já aviso que o texto que se segue contém spoilers de Red Dead Redemption e GTA IV, pelo que a leitura fica inteiramente da vossa responsabilidade.

A série Grand Theft Auto é bem conhecida por todos os jogadores e por uma boa fatia da sociedade (não pelos melhores motivos diga-se de passagem) sendo, desta maneira, a série mais famosa da americana Rockstar. Apesar de sentir uma certa nostalgia no que respeita a GTA 2 (foi o primeiro que joguei) diria que o meu preferido é, sem dúvida, GTA: San Andreas. De entre todos os jogos que joguei na vida, este é um dos que me dediquei mais , visto que completei a história diversas vezes, fiz missões secundárias e passei uma quantidade de tempo absurda a alimentar o meu sadismo.

É, portanto, natural que as minhas expectativas para com GTA IV fossem bastante elevadas mas acabei por ficar desapontado e ainda hoje nunca percebi de que forma este jogo foi considerado como um dos melhores jogos do ano, atingindo em vários publicações e sites da especialidade pontuações demasiado elevadas. Em comparação com San Andreas, GTA IV não oferecia variedade nenhuma e apenas a história me incentivou a terminá-lo que, como é habitual, acabou por se revelar bastante satisfatória.

No entanto sempre tive dúvidas no que respeita às personagens de GTA. Nos últimos jogos da série (leia-se San Andreas e IV) Carl “CJ” Johnson e Niko Bellic pareceram-me personagens bondosas cheias de boas intenções mas, contrariamente, as suas/nossas acções punham-nas em causa, o que acabava por descredibilizar a história e, no meu caso, não criar uma empatia tão grande com os protagonistas.

Apesar de grande qualidade dos argumentistas e escritores da Rockstar esta sempre me pareceu a principal falha assim como a mecânica de jogo algo gasta (a quantidade dos jogos sandbox desde GTA III é assustadora,) e que acabou por fazer com que a minha confiança no estúdio americano se perdesse um pouco.

Todavia, o rumo dos acontecimentos provaram que não tinha razão para tal visto que surgiu no horizonte Red Dead Redemption. Devo confessar que não foi dos jogos que, a início me cativou mais mas, não obstante, acabou por revelar-se como o meu jogo preferido de 2010.

De notar que nunca fui um grande apreciador de westerns e, mesmo assim, consegui ser envolvido pelo ambiente de jogo. Contudo, isto não foi novidade num jogo da Rockstar, foi sim o facto de ter conseguido simpatizar com John Marston e de, ainda hoje, relembrar de forma vívida, a sua história.

À primeira vista Red Dead Redemption pode ser visto como um “GTA com cowboys” mas as mudanças a nível de missões secundárias e adição de medidores de “Fama” e “Honra” fizeram com que encarasse o jogo de uma maneira muito diferente do que alguma vez encarei um jogo da Rockstar, muito por culpa dos motivos nobres de John Marston.

Apesar disto, o protagonista de Red Dead Redemption não é um santo, nem ele se considera como tal uma vez que sabe que cometeu diversos erros na sua vida passada ao fazer parte de um grupo de bandidos. No entanto Marston procura redimir-se dos seus pecados enveredando por uma vida honesta ao começar uma família e um rancho mas essas intenções são defraudadas quando agentes do governo raptam a sua família com o objectivo de o obrigar a dar caça ao antigo grupo. John Marston parte então numa aventura para salvar a sua família e, no final, consegue atingir o seu objectivo. É, já embrenhados na rotina e, de certa forma, já “afeiçoados” à família, que vemos os mesmos agentes de governo a matarem John Marston e a mulher. Anos mais tarde o filho Jack consegue vingar a sua família mas isso não me impediu de sentir o impacto e toda a emotividade desta conclusão.

John Marston é a única personagem verdadeiramente “boa” que alguma vez vi num jogo da Rockstar mas, não obstante, foi o único a ser morto. Em mais nenhum jogo da produtora americana houve o caso da personagem principal morrer e sobretudo com os contornos dramáticos que se verificaram. Posto isto, não consigo deixar de pensar que, provavelmente de forma consciente, os argumentistas da Rockstar sejam da opinião que, ao tomar boas atitudes, apenas nos espera um mau fim. Esta sensação não é novidade para mim visto que, perto do final de GTA IV tomei a decisão de não matar Demitri e isso acabou por resultar na morte do primo Roman, quanto a mim o pior final do jogo.

Estes finais estranhamente irónicos continuam a cativar-me e a continuam a fazer-me acreditar que a Rockstar é muito mais do que salta à primeira vista, capaz de diálogos altamente inteligentes e com uma visão sempre muito peculiar.

Peço desculpa pelos spoilers mas estes eram cruciais para explicar o meu ponto de vista.

Se jogaram Red Dead Redemption qual é a vossa opinião? Também se sentiram assim? Deixem as vossas opiniões em baixo.

I’ll be Quack!

Podem ler esta rubrica no portal MyGames.

3 responses

27 04 2011
sandro

gostei muito =)
mas tipo nas rubricas espero ver algo mais que uma analise a um jogo, acho um bocado redutor fazer analises a jogos
tens muito jeito para escrever sem duvida espero ver-te escrever algo mais no teu espaço semanal =)

8 07 2012
Luan

Cara sinceramente red dead redemption pra mim e o melhor jogo da rockstar e concerteza ta entre os melhores do mundo eu apesar de ja ter feito o final do jogo passo umas 8 horas jogando no fim de semana.pah me encarno altos em western e isso e interessante so pelo fato de voce poder explorar os estados unidos eo mexico ja e uma vitoria. caçar matar quem acha que deve etc… The best game ever:x

8 07 2012
elgrandepato

Para mim também é o melhor jogo da Rockstar. É diferente de qualquer jogo que alguma vez fizeram e mesmo assim mantém aquele feeling distinto de um jogo da Rockstar. Acho que já disse o suficiente na rubrica mas Red Dead Redemption é um dos meus jogos preferidos de sempre. E eu nem gostava de westerns x) cumprimentos e obrigado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: