Connor é a estrela do novo trailer de Assassin’s Creed III

Depois de Altair e Ezio chega a vez de Connor, o terceiro antepassado de Desmond Miles (a personagem principal da saga Assassin’s Creed), ser apresentado aos jogadores num trailer inteiramente dedicado a apresentar o novo protagonista.

Já era sabido que Connor Kenway (ou, no seu nome nativo, Ratohnhaké:ton), filho de uma nativa americana e um soldado inglês, teria as suas próprias motivações e que, num período inicial, não iria lutar nem pelos templários nem pelos assassinos (apesar de envergar a indumentária de um). Neste novo trailer é possível ver que a aldeia de Connor foi destruída quando este era apenas uma criança e que, na sua adolescência, o protagonista conhece um misterioso homem que o inicia nas artes de assassino.

É assim que Connor pretende proteger o seu povo e é de esperar que as suas acções o levem a cruzar-se com personagens históricas da revolução americana como George Washington e Benjamin Franklin e participar em eventos marcantes como a Boston Tea Party. O trailer mostra ainda as novas batalhas navais em que os jogadores terão de participar e que decerto ajudarão o jogo a ser muito mais variado.

Assassin’s Creed III terá direito a um Season Pass que, quando comprado, dará acesso a todos os DLC’s lançados num espaço de seis meses. Este Season Pass irá custar cerca de 25€ e coincidirá com o DLC já anunciado pela Ubisoft: The Tyranny of King Washington.

Ao contrário da campanha principal de Assassin’s Creed III, focada em eventos históricos reais, a Ubisoft decidiu tomar alguma liberdade criativa e explorar cenários históricos que, eventualmente, pudessem ter acontecido. Este DLC tem como figura central George Washington, o pai da revolução americana que, inebriado com o poder à sua disposição, decide tomá-lo para si próprio e tornar-se no rei do estado recém-formado. Cabe então a Connor derrubar o novo tirano que outrora ajudou a chegar ao poder. Esta side story irá ocupar três DLC’s lançados de forma episódica, um formato que pode privilegiar os jogadores que se decidam a comprar o Season Pass. Para além deste DLC single-player a Ubisoft já confirmou que o modo online irá também ser alvo de udpdates de novas personagens e mapas.

Assassin’s Creed III chegará às lojas no dia 31 de Outubro em versões Playstation 3 e Xbox 360 enquanto a versão PC terá de esperar pelo dia 23 de Novembro. Já a versão Wii U estará disponível no dia de lançamento da consola, isto é, a 30 de Novembro.

Fiquem então com o novo trailer:

Opinião:

Lembram-se do início de Assassin’s Creed II? Lembram-se da forma como, numa corrida com o irmão de Ezio, chegamos a um telhado de uma casa e temos Florença à nossa frente ao mesmo tempo que a música do jogo toca no background? Eu lembro-me e tenho a dizer que foi um dos momentos mais marcantes da franchise. É destes momentos que Assassin’s Creed III precisa.

Já joguei a todos os AC e, apesar de ser um fã, tenho de confessar que com Brotherhood e Revelations a Ubisoft desgastou a imagem que tinha da franchise. AC sempre teve um conceito interessante mas até isso se esgota quando, ano após ano, vemos praticamente o mesmo jogo a chegar-nos às mãos. Isto é algo que espero que mude com Assassin’s Creed III.

A história de Connor parece-me interessante e uma que realmente vale a pena ser explorada assim como todo o território americano do início da revolução. Para minha surpresa parece que os conflitos entre colonos e nativos serão tema central no jogo e é algo que se for bem aproveitado pode jogar muito a favor da estória.

Mas não é só através de uma personagem nova e uma boa estória que este AC se tem de fazer valer. Eu, enquanto jogador e alguém que jogou a todos os jogos da série, tenho de sentir que estou a jogar a um jogo diferente portanto o jogo não se pode apoiar inteiramente no estilo free running característico da série. A Ubisoft tem de partir para terrenos ainda inexplorados e oferecer algo de verdadeiramente novo. As batalhas navais (visíveis no trailer) parecem-me uma boa forma de agarrar os jogadores mais antigos e só posso esperar que não sejam como a curta sequência de asa delta de Assassin’s Creed II e também que não sejam as únicas.

Mesmo com todo o desapontamento com os últimos dois jogos da série quero voltar a gostar da série e voltar a ter momentos marcantes como os que tive em Assassin’s Creed II.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: