Jogabilidade de Catherine é explicada

Nos dias que correm os jogos atingiram uma grande universalidade de temas. É possível jogar títulos que tratam de tudo um pouco mas e quanto à sexualidade? Estes, por outro lado, escasseiam, visto que são sempre altamente condenados pela sociedade em geral.

Não obstante, a produtora japonesa Atlus decidiu arriscar e anunciou, meses atrás, Catherine.

O jogo conta a história de Vincent, um homem aparentemente comum que namora há já cinco anos com uma mulher de nome Katherine (a rapariga de cabelo longo), que o tem pressionado para casar nos últimos tempos. Vincent também vive num bairro que tem sido assolado por uma série de estranhas mortes que ocorrem durante o sono a homens jovens que morrem com uma expressão de puro terror, algo que acaba por ser muito publicitado pelos meios de comunicação.

Uma noite Vincent dá uma facada na sua relação ao ter uma noite de sexo com uma mulher que conheceu no seu café habitual: Catherine (a rapariga de cabelo curto). Após este encontro Vincent começa a ter pesadelos que o atormentam durante todas as noites e, durante o jogo, terá de sobreviver a esses estranhos sonhos tal como escolher entre as suas duas relações.
Já foi dito pelos produtores que o jogo vai ter um forte teor sexual entre outros temas intencionalmente dirigidos a um público mais adulto.

No último número da revista japonesa Famitsu foi, por fim, revelado no que irá consistir a jogabilidade de Catherine. Tal como na série Persona (um sobejamente conhecido RPG da Atlus) o jogo irá estar dividido em fases diurnas e nocturnas. As primeiras permitirão que o jogador conheça as pessoas da vida diária de Vincent e que o jogador se prepare para as sequências nocturnas, por exemplo, ao beber bebidas alcoólicas. Estas não ajudarão certamente Vincent a chegar a casa da melhor maneira mas durante os seus sonhos irão torná-lo mais rápido. Nestas fases nocturnas os cenários irão ser enormes escadarias compostas por cubos que Vincent terá de subir de forma a chegar ao final do sonho. Estes cubos poderão ser movidos e colocados da maneira que o jogador o entender sendo que alguns irão ter características únicas que tanto poderão ajudar como atrapalhar a subida. Nestas sequências Vincent também irá conhecer os populares homens-ovelha que o fornecerão informação importante de forma a ultrapassar os obstáculos que se irão apresentar

Foi esclarecido também que cada sonho será diferente não só no que diz respeito à estrutura da escada como também ao tema que apresenta. Cada sonho será construído com base nos temas da vida de Vincent como por exemplo a sua namorada Katherine se transformar nos seus sonhos num monstro horripilante.

Foi também referido que Catherine terá um qualquer tipo de funcionalidade online e, embora não tenha sido explicitado no que irá consistir (multiplayer cooperativo, competitivo ou leaderboards), espera-se que tal seja esclarecido dentro dos próximos meses.

Esta abordagem ao género de aventura e puzzle é uma grande viragem na produtora nipónica Atlus que, até aqui, se tem ocupado quase unicamente de RPG’s. Apesar da estrutura do jogo ser linear os produtores defendem-se ao dizer que o jogo é destinado a um público que procura algo diferente do que se encontra no mercado.

Catherine não tem ainda data marcada para o Ocidente mas será lançado dia 17 de Fevereiro no Japão. Entretanto fiquem com as duas boxarts (diferentes para a Playstation 3 e Xbox 360) e dois trailers:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: